Ser 'scale' não é crime.

February 19, 2019

CATEGORIAS NO CROSSFIT

 

 

No CrossFit  os desafios são constantes e para você fazer um treino desafiador mas ao mesmo tempo eficiente você precisa saber qual opção escolher na hora do treino. Para isso existem os níveis : RX e SCALE.

 

Em competições vemos outras categorias como: INICIANTE, ELITE,  MASTER, EQUIPES E TEEN

 

Exceto as categorias master e teen, que são definidas pela idade, não há uma regra que determine um limite entre as categorias. Na maioria dos casos alguns movimentos mais complexos não são exigidos para competidores SCALE enquanto para os RX (mais avançados) estão sempre presentes como por exemplo o muscle up, pistol e o HSPU.

 

Aqui na BIG BOX, nos treinos diários, dividimos da seguinte forma:

 

Temos o plano FITNESS para iniciantes. Nesta fase, usamos apenas o PVC e o peso máximo para as categorias é o peso das barras (10,15,20), pois o objetivo e o foco neste período inicial é aprender a técnica dos movimentos. Neste período você ganhará resistência e mobilidade suficiente para o que está por vir.

 

Passando desta fase temos o plano WELLNESS para intermediários e o plano PERFORMANCE para avançados.

 

Em qualquer uma dessas fases  você  encontrará na lousa WODs com opção RX, INTERMEDIÁRIO e SCALE.

 

Estas categorias servem para você se encaixar no treino de acordo com o seu nível de força e aptidão.

 

Antes de explicar a diferença entre RX e SCALE você precisa saber o que significa WOD:

 

W= workout

O= of the

D= day

Workout of the day = treino do dia

 

É a parte final do treino, o desafio tão esperado. Nos preparamos para ele durante todo o aquecimento e a parte técnica.

 

Agora vamos entender as categorias:

 

RX: esta sigla significa "as prescribed", ou seja "como é prescrito". É a maneira como o head coach preparou o treino. Para você se encaixar nesta classificação, o treino deve ser executado exatamente como está na lousa, sem nenhuma adaptação de exercício ou carga. Para estar nesta categoria  você precisa de um padrão de força, resistência, mobilidade, estabilização e técnica elevado, pois os WODs são sempre preparados com base no máximo que o coach espera do aluno/atleta. Um fator limitante para essa categoria é que tem WODs com movimentos com alto grau de dificuldade, como muscle up ou bar muscle up, HSPU, handstand walking, pistol. 

 

SCALE: WOD com carga mais baixa e com adaptações em todos ou na maioria dos exercícios, principalmente nos movimentos ginásticos. Você acaba de sair da iniciação e ainda não domina todos os movimentos, então você fará knee raise no lugar do toes to bar por exemplo,  no lugar do pull up você terá como opção o jump pull up e aos poucos você vai melhorando até chegar na opção RX.

 

 

Nos nossos treinos incluímos também a categoria INTERMEDIÁRIA onde usamos uma carga maior que a do SCALE e menor que a RX e normalmente é feita a adaptação de apenas um exercício.

 

NDA: (nenhuma das alternativas), quando, por algum motivo, naquele treino você precisou de alguma adaptação e o treino ficou diferente de todas as opções (RX, intermediário, scale).

 

Entenda que o importante é não pular etapas para que não haja lesão.

 

O CrossFit é uma soma de conquistas diárias e cada um tem o seu tempo, isso deve ser respeitado. Pense nos movimentos como um todo, antes de fazer o movimento Z você tem que passar pelo X e pelo Y.

 

Por exemplo: Pra você conseguir fazer um muscle up terá que conseguir  fazer o pull up e o ring dip com eficiência e consistência antes, sem um desses movimentos não sairá o muscle up.

 

Repare que o movimento começa com o balanço, em seguida faz um pull up e pra finalizar você tem que fazer o ring dip.

 

Você deverá saber em cada treino onde você se encaixa. Um dia você será SCALE, outro dia você conseguirá ser RX e em outros você será NDA.  Saber se ajustar nos treinos pode te ajudar muito a evoluir, mesmo que você não tenha a menor intenção de competir um dia.

 

Quando estiver em dúvida pergunte ao seu coach, somente ele sabe em que nível você se encontra naquele momento.

 

OBS: algumas pessoas perguntam ao Coach e mesmo assim é comum ver uns scales querendo ser RX e muitos RX na zona de conforto fazendo SCALE....

 

Conseguir medir sua evolução é o segredo pra manter sua motivação em alta sempre!!! 

 

 

DICAS IMPORTANTES:

  1. Ao ler o WOD na lousa, analise os movimentos e veja o que você está apto e o que precisará de adaptação.]

  2. Ao fazer o check in você já sabe os exercícios que terá no treino. Já venha sabendo as cargas que você é capaz de usar e saiba a hora certa de dar um upgrade nas mesmas.

  3. Priorize a técnica, se necessário use cargas mais baixas nos levantamentos ou faça adaptações nos movimentos ginásticos. Sem técnica o risco de lesão é grande.

  4. Fazer um WOD SCALE não é vergonhoso pra ninguém, evoluir para o RX depende de muitos fatores e leva tempo.

  5. Sempre pergunte ao coach a finalidade do WOD.

  6. Se preocupe com a segurança e consistência dos movimentos.

  7. Se você acha bonito colocar o RX na lousa, saiba que a lousa não é para inflar o seu ego, ou se mostrar para ninguém, é apenas uma maneira dos coaches analisarem seu desempenho no treino. E não se engane, sabemos muito bem, quem não conta direito, quem não executa os movimentos corretos pra "ganhar tempo", quem faz uma coisa e coloca outra na lousa. Não faça isso, você apenas está criando uma falsa imagem de evolução, alimentando uma imagem que não queremos que você tenha. 

  8. Lembre-se que o foco é a sua evolução e, como diz o bom e velho jargão da CrossFit: 'deixe seu EGO do lado de fora'.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square